Ponte dos Barreiros, principal ligação entre a Área Continental e Insular de São Vicente, foi totalmente interditada para o tráfego no último sábado (30) e moradores buscam alternativas para amenizar transtornos.

Carrocella é utilizada por moradores para atravessar a Ponte dos Barreiros em São Vicente (SP) Reprodução Carrocellas têm sido testadas pela Prefeitura de São Vicente, no litoral de São Paulo, para amenizar os transtornos de locomoção que os moradores da Área Continental da cidade têm enfrentado desde que a Ponte dos Barreiros, principal via de acesso aos bairros, foi interditada para o tráfego de veículos.

Essa seria uma possível alternativa para evitar que as pessoas tenham de andar os 600 metros da ponte a pé. A interdição total da ponte foi determinada após o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) fazer uma vistoria e especialistas apontarem risco de um colapso estrutural.

A estrutura foi fechada para o tráfego de veículos no último sábado (30) e, desde então, os cerca de 150 mil moradores da Área Continental encontram dificuldades para ir e voltar de seus compromissos. Na tarde desta sexta-feira (6), a Prefeitura começou a testar as carrocellas, um sistema de transporte com pedal e que tem cadeirinhas acopladas.

Ele permite a condução de várias pessoas ao mesmo tempo, com a opção destas pedalarem ou não. O veículo foi alugado e está em fase de testes.

Se aceito pela população, deverá ficar disponível para os moradores nos horários de maior movimento.

De acordo com a Prefeitura, essa seria uma possível alternativa para evitar que as pessoas tenham de andar os 600 metros da ponte a pé, principalmente os idosos. Além disso, ainda tentando diminuir os impactos causados à população com a interdição da ponte, enquanto a estrutura estiver fechada para o tráfego de veículos, a Prefeitura anunciou que manterá uma base de apoio no prédio municipal que fica em frente à cabeceira da Ponte dos Barreiros, no lado Insular. O espaço contará com uma ambulância, banheiros, bebedouros e profissionais para orientar a população.

No local, será instalado um posto da Otrantur, para quem quiser solicitar o cartão de transporte para os ônibus municipais. Confira o esquema especial dos ônibus municipais Confira o esquema especial dos ônibus intermunicipais Munícipes atravessam a Ponte dos Barreiros, em São Vicente (SP), a pé após interdição Marcela Pierotti/G1 Visita do secretário O secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, realizou na quinta-feira (5) uma visita técnica junto a especialistas do IPT na Ponte dos Barreiros.

A vistoria foi acompanhada por autoridades municipais e deputados estaduais da região que acompanharam de barco o trabalho de mergulhadores.

Eles vistoriaram pontos críticos da estrutura subaquática. Em entrevista coletiva, o secretário destacou que, do ponto de vista de engenharia, será preciso fazer obras emergenciais de um lado da ponte, em pilares que sofreram mais com as marés ao longo dos anos.

Esses pontos são críticos mas, de acordo com ele, não implica em um risco para liberação parcial, já o que o outro lado, que está próximo a estrutura ferroviária, possui uma situação mais estável. Secretário João Octaviano Machado participou da visita técnica realiza na Ponte dos Barreiros, em São Vicente Reprodução/TV Tribuna A ideia seria liberar o uso da faixa esquerda da ponte (sentido Continente/Ilha) no Sistema Siga e Pare, com proibição de tráfego para caminhões de qualquer espécie.

Agora, a Prefeitura de São Vicente aguarda a Secretaria de Estado de Logística e Transportes enviar o documento que será anexado ao pedido para que o juiz de direito Fábio Francisco Taborda reavalie sua decisão de manter a liminar de interdição da ponte. Pilares da Ponte dos Barreiros apresentam oxidação Rodrigo Nardelli/G1